w w w . s h a n t a l l . c o m

Invernal ausência

novembro 27th, 2011

 

Quando se é demasiado curioso de coisas praticadas nos séculos passados, é comum ficar-se ignorante das que se praticam no presente.

René Descartes

Coisinha fofa ^^

novembro 22nd, 2011

Eu adoro quando minhas amigas vem em casa, porque conversamos muito sobre ideias, e nada sobre a vida alheia… fazemos coisinhas pra comer, ficamos conversando e desenhando, ficamos na piscina…. ou deitadas no gramado… e é sempre tudo muito fofo e divertido… E saudável acima de tudo… que é algo que faço questão!

Sempre produzimos alguma coisa. E as coisas que produzimos sempre rendem outras coisas…

E de repente, um desenho feito no meio de uma conversa, entre  Magah, Lili e eu… vira uma aula diferente pras crianças! Ligia rox!

^^

Demais né!

s2

Enquanto os cães ladram, nossa caravana avança rumo a felicidade genuína, carrega de pequenos prazeres, e coisinhas fauves!

E durma com esse barulho!

Oi, você vem sempre aqui?

novembro 22nd, 2011

Essa semana recebi dois convites pra fazer a arte de dois CDs. Aceitei, claro… vou me divertir ^^

Esses desenhos que faço e publico aqui sem terem sidos desenhados sobre papel velho são apenas rascunhos! Que faço e guardo para posteriormente poder passar para o suporte que uso. ^^

Ilesa

novembro 22nd, 2011

Antigamente eu perderia muito tempo discutindo certas coisas com as pessoas, hoje não mais.

Se alguém quer discutir comigo, vai ficar discutindo sozinha… não permito que criem problemas pra mim… se quer estar do meu lado é pra ser legal, pra ser engraçado, se precisar de ajuda pode contar comigo, eu estou aqui pra me divertir… e se quiser brigar comigo, vai brigar sozinha e vai perder pra si mesma… não pra mim, porque não caio nessa!

Graças a muita paciência, passei sem me estressar por algumas filhaputices, porque determinei que essas coisas não me pertenciam, e que eu não iria responder a nenhuma agressão.

E tudo tem dado certo, a vida segue, e continuo feliz, e graças a Deus, muito mais calma embora muito mais atarefada…

Quero pintar, criar, cuidar da minha casa, ficar com as pessoas que me amam, ficar com as pessoas que eu amo, cuidar dos meus bichos, das minhas plantas, e seguir fazendo arte, arte… arte…

Isso me diverte!

Eu morro de medo de gente amarga. O amargor é algo que contamina, e machuca.

Conheço pessoas que perderam o bonde da vida, o tempo passou, e elas simplesmente não viveram as coisas pertinentes a cada etapa da vida. E se contentaram com as migalhas que caíram da grande mesa da vida.

Quando você exerce seu poder de escolha, sobre as coisas que permitem isso na sua vida, você se torna responsável por essas coisas. E se essas escolhas lhe trouxerem dor, tristeza ou coisas nada agradáveis, você não vai poder colocar a culpa em ninguém além de você mesma.

Pessoas amargas costumam desdenhar tudo… Como elas não tem namorado, elas vão dizer que não querem namorar, porque querem ser livres, mas na verdade elas não conseguem namorar ninguém, ninguém se apaixona por elas… ninguém as assume. Como não conseguem ter o trabalho que gostariam, vão dizer que estão bem, vivendo seus trabalhinhos medíocres 9 to 5… e dizendo que seu trabalho é uma bobagem, porque você faz o que quer e consegue fazer o que quer e viver disso. Elas vão dizer que seus amigos são uns idiotas, mas tudo o que ela queria, no fundo, era ter amigos como os seus, mas elas não são aceitas por ninguém… vivem amizadinhas de fases, superficiais, e em cada época tem sua turminha diferente… mas amigos mesmo…. não… estes ela já não tem… talvez nunca os tenha tido.

Pessoas amargas contaminam, por isso é bom cortar, quando o amargor destas começa a te contaminar… se uma pessoa ao seu lado, não é capaz de ficar, genuinamente, feliz, por você estar feliz, por você ter as coisas que ela gostaria de ter e não tem, por você ter o carinho das pessoas, o cuidado das pessoas, o amor das pessoas, que talvez ela gostaria de ter nem que fosse uma migalha de atenção… bom, essa pessoa não é sua amiga… pois a gente vê mesmo quando uma pessoa é sua amiga, quando você está bem, e mesmo que você tenha tudo que ela não tem e gostaria ela ainda assim se felicita por suas vitórias.

Nasci pra ser feliz… e não consigo ser diferente…. sou feliz até nas adversidades…

A.D.A. III

novembro 7th, 2011

s2s2s2

Amigo nem sempre é aquele que sai pra balada com você, que bebe até cair, amigo, muitas vezes, é aquele que você sabe que vai poder contar quando você precisar. Que vai te socorrer, que vai correr quando você chamar, que vai torcer pra você voar mais e mais alto, e que vai ficar feliz quando voltar e contar as novidades. Você sabe que você É amigo de alguém, quando você SABE que fica feliz quando ele está feliz. E quando você sabe, que do fundo do coração isso não é hipocrisia, é verdade pura.

Existem pessoas invejosas, que dizem que estão felizes por nós, mas só dizem, não sentem isso, no fundo sentem aaquele azedinho ruim da inveja, essas pessoas não são nossas amigas, são pedras  não preciosas no meio do caminho. Ouro de tolo. Pedra no sapato.

Amigo nem sempre diz o que você quer escutar, nem sempre passa a mão na sua cabeça… mas amigo, mesmo, você sabe, reconhece, e valoriza.

Se tenho amigas que posso chamar de pessoas fodásticas, é porque as escolhi. Separei o joio do trigo. Escolhi as que prestam.

Sim, sou seletiva. E não aceito menos do que mereço!

Meus amigos.

Sou possessiva, ciumenta, passional, xilikenta, xiita fundamentalista!

s2

Pessoas lindas!

A.D.A. II

novembro 6th, 2011

Ontem foi noivado da Biscoito!

Se tem uma coisa que é fodástica é estar com essas meninas!

A gente se conhece desde quando ainda era o milênio passado!

Tantas festinhas punks, tantos shows de hard core… tantas macarronadas na madrugada…  estar com elas é sempre muito bom!!!

Ontem foi um dia especial em muitos sentidos!

Por estarmos juntas, por podermos participar da vida da Biscoito e ver que ela está bem, e namorando um menino muito bom, porque a gente sabe que ela merece alguém muito foda mesmo!

Por ter a certeza de sentir que não importa o tempo e a distância, quando se tem uma amizade forte, sempre que estivermos juntas, vai parecer que nem um segundo se passou.

E que vocês saibam que sempre vão poder contar comigo pra tudo!

s2

We go together
Like rama lama lama
ka dinga da dinga dong

Remembered forever
As shoobop sha wadda wadda
yippity boom de boom

Chang chang
Changitty chang shoobop
That’s the way it should be
Wha oooh, yeah!

We’re one of a kind
Like dip dadip dadip
doowop da doobee doo

Our names are signed
boogedy boogedy boogedy boogedy
shooby doowop shebop

Chang chang
Changitty chang shoobop
we’ll always be like one
one, one, one, one!

When we go out at night
And stars are shining bright
Up in the skies above

Or at the high school dance
Where you can find romance
Maybe it might be love

rama lama lama
ka dinga da dinga dong
shoobop sha wadda wadda
yippity boom de boom

chang chang
changitty chang shoobop
dip dadip dadip
doowop da doobee doo

boogedy boogedy boogedy boogedy
shooby doowop shebop
shada sha wadda wadda
yippity boom de boom

rama lama lama
ka dinga da dinga dong
shoobop sha wadda wadda
yippity boom de boom

chang chang
changitty chang shoobop
dip dadip dadip
doowop da doobee doo

boogedy boogedy boogedy boogedy
shooby doowop shebop
shada sha wadda wadda
yippity boom de boom

A wop baba doo da
A wop bam boom

We’re for each other
Like a wop baba lumop
And wop bam boom

Just like my brother
Is sha na na na na na
yippity dip deboom

Chang chang
Ah chang-itty chang shoo bop
We’ll always be together
Wha oooh, yeah!

We’ll always be together

s2 s2 s2

s2 s2 s2

Fotos by Ligia Goi

A.D.A.

novembro 5th, 2011

Eu acho que já falei que eu ODEIO amizade feminina… porque a maioria das meninas são umaS vadias…

Mas tem umas meninas que eu acho muito foda…  sabe mina que não tem frescura.. são lindas, inteligentes, engraçadas, e não tem tempo ruim…

Nunca ouve competição, nem disse-que-me-disse, nem nada do que normalmente tem nesse universozinho feminino nojento e terrestre.

s2 Samira, Ariana, Daniela, Amanda, Evelyn… essas meninas valem ouro!

Hoje uma das minhas amigas queridas das antigas vai ficar noiva… ELARAI, agora estamos todas desencalhando!!!  kkk

Daqui a pouco vamos estar todas casadas e com lindos bebezinhos fofos ^^ kkkk

Fiz um presente de noivado pra minha amiga… assim incentivo ela a casar logo também!!!

Pintei com as mãos em estado lastimável!!!

Mas o resultado valeu a pena!

^^

Esse foi feito com muito carinho pra uma das meninas mais legais que conheço!

Aris  nossa pequena Biscoito!!! Felicidades! Sempre!

Queria muito que minhas amigas das antigas conhecessem, a Ligia e a Juliana !!!

Pois é a mesma vibe boa!!!

Sim, eu tenho sorte de ter as melhores amigas do mundo, e puxa… essas meninas são foda! Posso passar um século longe delas, que quando estou perto, nem parece que faz tanto tempo… s2

Eita coisa boa, viu!!!

Sinto muita saudade da Rose também…

É muito bom poder dizer que tenho amigas, que são minhas amigas há 20 anos… há 15 anos… há 10 anos… e outras que embora tenham vindo pra minha vida agora, tem de mim o mesmo amor que todas as demais…

Gente foda é foda!

GRACIAS MUCHACHAS!

Fotos antigas da cidade de Jaú

novembro 3rd, 2011

Hoje meu nome pode ser Maria?

novembro 3rd, 2011

Eu morro de medo de andar em círculos!

Não tem coisa que eu desprezo mais do que esse tipo de comportamento. Errar os mesmos erros, sempre, e ainda se orgulhar disso.

Quando eu tinha 11 anos de idade, eu andava com a galera da minha rua, e eu era a mais nova da turma, depois de mim, vinham os pikininhos que ainda não ficavam na rua até tarde.  Com essa idade, eu já saía de casa, e pegava baladinhas que não eram pra minha idade. Meus amigos de rua, tinham 14, 16 e 18 anos.  Todo mundo andava junto, então imaginem que as baladas eram impróprias pra uma criança de 11 anos. Porém, apesar da idade, eu é que decidia pra onde a gente ia, o que é que a gente ia fazer, o que a gente ia escutar… eu inventada tudo xD

Naquela época a gente pegava o Jeep dos pais de um amigo nosso, e andávamos pela cidade o tempo todo, bebendo Keep Cooler e batidinhas de vinho, ouvindo Ira, Plebe Rude, Legião,  e uma fitinha tosca com a coletânea Sub, Sex Pistols e essas coisinhas…  A gente ia pros loteamentos no alto da cidade, pra beber vinho, olhar o céu sem a interferência das luzes da cidade, e ver a cidade de lá. Um dos nossos amigos inventou de fazer vinho kkkk e fazia muito bem kkk pelo menos era o que achávamos. Ai um dia, a galera mais velha apareceu com maconha… bom eu nunca gostei nem de cigarro, nunca suportei… ter experimentado maconha aos 11 anos, me fez ter uma opnião formada muito cedo.

A maconha disparou meu coração, e percebi que não tava afim de brincar com aquilo… eu tinha rido muito, coisa que sempre faço sem usar nada… eu tinha ficado viajando… coisa que sempre faço sem precisar usar nada… então porque ia desperdiçar as batidas do meu coração com aquilo? Ah, não, era falta de poesia demais pra minha cabeça.

Então, quando todo mundo da rua resolveu fumar maconha, eu resolvi que não ia fumar maconha… por um breve momento, eles me deixaram pra trás… saíam sem mim, e voltavam sem graça! Ai, resolveram me chamar pras baladinhas, mesmo eu sendo careta! Mas continuaram usando drogas.

Eu não me importava se dissessem que eu usava drogas também, por andar com eles, porque eu não usava. Não me importo, nunca, com o que dizem, pois eu sei o que eu faço.

E quando eu faço eu não me envergonho de dizer, se quiser saber algo sobre mim, me pergunte. Mas só me pergunte, se realmente quiser saber. Pois eu irei responder, e talvez o que eu responda não seja em nada o que você espera, ou gostaria de ter de mim como resposta. Então só me pergunte se realmente quiser saber a resposta.

Percebi que eu podia andar com qualquer tipo de pessoa e me manter intacta. Podia andar com pessoas que usam drogas, e não usar. Podia andar com meninas biscates, e não ser uma delas. Podia andar com qualquer tipo de pessoa, e ser do jeito que eu gosto de ser.

As pessoas investem nessas  bobagens, com o intuito de se divertir, e se divertem com a ilusão de serem felizes.

Euforia não é felicidade, é ilusão.

Ah, sim, claro, você pode dizer pra si mesmo que essa é a felicidade que escolheu, e encher o cu de pó, e beber que nem idiota, e agir como um inconsequente e sair por ai dizendo que você é livre pra fazer o que quiser e que faz o que quiser. Mas no final da noite, você vai sempre terminar sozinho, mesmo que a dois. Porque esses trililis de euforias coloridas são bolhas de sabão… poucas coisas me dão mais medo que as bolhas de sabão.

Enfim, a vida se esvai, se você vive de euforia em euforia, vai aprender muito cedo o gosto amargo da queda… da depressão… pois os momentos eufóricos distinguem-se entre si permeados por hiatos de depressão.

Ah, vai querer me enganar que não é assim???

E então você acha que isso é felicidade? Felicidade escrita em código morse não serve pra mim.

Isso é andar em círculos.

Algumas das crianças da minha rua, aquelas do meu grupinho seleto de amigos, ainda vivem do mesmo jeito… bebendo, andando por ai, olhando as estrelas, bebendo vinho, fumando maconha…

Não vou fazer agora o que fiz aos 11 anos de idade…  sim, eu sei que fui precoce, mas a precocidade me fez muito bem…

E eu não posso dizer que foi pela educação que tive, mas posso dizer que foi pela educação que me dei!

Aos 9 anos de idade eu descobri que podia beber o que quisesse, aos 11 anos de idade eu podia ir pra onde bem entendesse, aos 14 anos eu já morava sozinha… e eu nunca me deixei levar por nada que considerasse errado, e o errado pra mim passa pelo meu entendimento da ética.

De fato, o que me salvou foi a biblioteca. Que me deu escolhas… que me deu cultura, que me deu o prazer de aprender.

Eu me recuso a andar em círculos, eu tenho que viver coisas novas, errar erros novos, aprender, usar a razão, eu me cobro isso…

Me mantenho assim, em qualquer lugar que eu vá, em qualquer meio que eu esteja, eu sempre mantenho as minhas posições, talvez eu seja pragmática e cheia de axiomas, mas eu gosto deles, e gosto de ser assim.

Acho mais saudável do que ser um lemming, ou ser uma maria-vai-com-as-outras !

Eu sou Maria que vai pra onde bem entende!

A invenção de Hugo Cabret

novembro 3rd, 2011

Ganhei esse livro de uma amiga, e pirei… surtante… é lindo, imagético, mágico, e tem tudo que eu gosto…    rola no começo do século passado… tem relógios, engrenagens, autômatos, cinema, desenhos, mistério, chaves de coração, suspense, mistérios, esperança, fé naquelas coisinhas fauves que são dignas de fé… e tem trens, e estrelas, e neve, e tem Georges Méliès e a viagem a lua… ai ai ai…  amei… to doida pra ver o filme!!!!  Corre, Hugo… Corre!

Proudly powered by WordPress. Theme developed by Shantall.
Copyright © w w w . s h a n t a l l . c o m. All rights reserved.